Posts Marcados Com: Católica

Revisão Sacramental Catequética (7º Encontro – 1ª Parte)

Vaticano

Vaticano

Com felicidade aprendemos que, dentre as centenas de denominações cristãs, estamos naquela que foi prefigurada, fundada e amada pelo próprio Jesus, e já explicitamos todas as ligações desse fato virtuoso, como a confissão de São Pedro, a Fundação por Nosso Senhor, a Igreja em Pentecostes e as provas de que São Pedro realmente esteve em Roma, onde foi martirizado, culminando no crescimento do que hoje é nossa família, que não aceita egoísmos e reza pela Salvação de todas as pessoas, todos os dias, em todas as horas, sempre que se celebra uma Missa. Continuar lendo

Anúncios
Categorias: Doutrina, Sacramentos | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Introdução aos Sacramentos (2º Encontro) – Primeira Parte

São Jerônimo de Strídon

São Jerônimo de Strídon

Jesus falava aramaico, uma variação do hebraico em vigor na região em que ele crescera. Naturalmente, os diálogos do Novo Testamento entre o Filho de Deus e seus discípulos se deu neste idioma, mas a necessidade de transmissão do Evangelho fez com que a maioria dos Evangelhos e cartas sobre a Revelação de Jesus fossem escritos em grego (particularmente o dialeto Koiné), uma língua importante e usual no Oriente Médio, em função do comércio no Mediterrâneo e da tradição helenística transmitida pelo império de Alexandre, o Grande. De fato, os próprios judeus daquele tempo que moravam fora da Judéia tinham em suas sinagogas os livros do Antigo Testamento em grego, em especial através da versão denominada Septuaginta, que remonta do século III a.C., na cidade de Alexandria.

Continuar lendo

Categorias: Doutores da Igreja, Doutrina, Patrística, Sacramentos | Tags: , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Introdução à Igreja Católica Apostólica Romana (1º Encontro)

A palavra “igreja” nos remonta da tradução mais usual do Antigo Testamento hebraico para a língua grega, versão denominada Septuaginta, onde o termo hebraico para assembleia ou reunião dos fiéis em torno de Moisés foi traduzido para o grego ekklesia, e mais tarde, para o latim ecclesia.

Os apóstolos, transcrevendo os ensinamentos de Jesus, deram sentido mais amplo, passando a designar a união indissolúvel dos cristãos como sendo a Igreja, e as intenções do Filho de Deus para que essa Igreja fosse única serão devidamente exprimidas nessa postagem.

Continuar lendo

Categorias: Doutrina, Eclesiologia | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Blog no WordPress.com.